Top Ad unit 728 × 90

Destaques

Notícias

Refugiados moçambicanos no Malawi ultrapassam 7 mil


Oremos pelos nossos irmãos Moçambicanos nestes dias difíceis;

As dificuldades para a sobrevivência no país leva centenas de pessoas a abandonarem suas casas em busca de subsistência.

A cada dia, mais de 500 pessoas chegam ao campo de refugiados moçam­bicanos, na região de Kapise, distrito de Mwanza, no vizinho Malawi. Maioritariamente, são mulheres e crianças que percorrem mais de 70 quilômetros a pé, numa região predominantemente montanhosa.

Chegam a caminhar durante três a quatro dias para alcançar o campo. Normalmente, levam consigo trouxas com roupas, utensílios domésticos e produtos alimentares para matar a fome durante a caminhada e primeiros dias no campo.

Quase todos chegam ao cam­po com dores no corpo e mui­to cansados, devido à distância percorrida. Há registo de casos de malária, desnutrição e mu­lheres grávidas com ameaças de aborto.

Casos mais graves são rapidamente levados ao hospi­tal distrital de Mwanza. A oficial de campo do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Re­fugiados (ACNUR), Elsie Mills, diz que ainda não se registaram casos de pessoas com marcas de terem sofrido qualquer tipo de agressão ou mulheres que te­nham sido vítimas de violação sexual.

Os refugiados chegam a per­manecer entre dois a três dias para serem registados pela AC­NUR, uma vez que esta entidade dispõe de pouco pessoal para o efeito. É que só depois de inscri­tos é que os mesmos podem rece­ber tendas ou espaço onde cons­truir suas cabanas com recurso a capim seco.

Fonte:opais.sapo.mz
Refugiados moçambicanos no Malawi ultrapassam 7 mil Reviewed by Missão África PIEIA on 12:25:00 Rating: 5
Powered By Blogger, Designed by Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.